Todo mundo tem em casa alguns focos de bagunça, também conhecidos como hot spots: uma cadeira acumulando roupa, uma cestinha cheia de tralha, uma caixa que sobrou da mudança anterior…

Aqui em casa os maiores focos que consigo identificar atualmente são:

  • chão do banheiro do quarto (onde vamos jogando as roupas antes de tomar banho);
  • balcão da cozinha (onde depositamos toda tralha que chega da rua + objetos da cozinha + potes de álcool em gel haha);
  • rack na sala (onde estão os livros que um dia vamos doar);
  • local embaixo da pia da varanda (onde jogamos skate, equipamento de camping, sapatos…);
  • todo o quarto onde estão as nossas roupas (ainda sem armário).

Antes, as caixas da mudança, onde estavam as nossas louças e panelas também eram uma “bagunça” que estava me estressando. Mesmo com as coisas “guardadas”, eu só fiquei mais tranquila mesmo quando chegou o aparador e consegui arrumar tudo.

Onde estão os hot spots da sua casa? Miss Paper
Nosso aparador, onde ficam louças, potes, panelas e alimentos. Antes dele, a cozinha era o caos 😂

Minha lista podia seguir até o infinito, mas vou parar aqui pra não te cansar. 😂 E também porque, com esse post, eu não quero só falar sobre a minha casa, mas sim te passar uma ideia:

Tudo o que você possui precisa ter o seu lugar

Bagunça sempre vai acabar existindo, afinal, existem pessoas morando na sua casa. Pessoas usam, mexem, mudam coisas – e essa movimentação gera bagunça, é normal.

A grande questão é que os “focos” de bagunça – lugares em que os objetos vão simplesmente acumulando, sem controle – geralmente acontecem pela falta de um lugar certo pra cada coisa.

Pensa bem: se eu colocar um cesto no banheiro, vamos ter onde por as roupas sujas antes do banho, e assim vamos parar de jogá-las no chão. (Estou providenciando.)

Os livros que vamos doar já não cabem mais em casa, então precisam sair. Nossas roupas precisam de araras e gavetas. E os itens soltos na varanda e no balcão da cozinha precisam: a) ser doados ou jogados fora; ou b) ser depositados num local mais apropriado.

Chega a ser até meio óbvio: algo que antes podia parecer muito irritante e trabalhoso, pode ser resolvido com uma solução muito mais simples. Basta a gente abrir os olhos pra enxergar mais solução do que problema.

Vamos novamente ao exemplo do banheiro, pra ilustrar o que quero dizer: é muito mais fácil eu comprar um cesto e colocar lá (ainda que não fique tão bonito) do que ficar me incomodando e brigando com meu marido por causa da roupa jogada.

Um simples cesto de roupas sujas pode evitar brigas, dor de cabeça e bagunça, num pacote só. E dá pra aplicar isso na casa inteira, com um pouco de boa vontade. A gente só tem que pensar em como fazer com que organizado seja mais fácil do que o bagunçado.

Trabalhe um pouquinho nos seus hot spots

Se um dos seus hot spots é a cadeira onde você e sua família penduram o casaco quando chegam da rua, que tal comprar um daqueles mancebos/cabideiros para a sala? Se vocês sempre perdem as chaves, e as contas e papéis ficam soltos, que tal instalar uma caixa de entrada perto da porta?

Pra que você encontre esse tipo de solução pra sua casa, eu te deixo aqui um exercício: onde estão seus maiores focos de bagunça e qual deles te parece mais simples de resolver? Que tal trabalhar nisso hoje, amanhã, essa semana?

Às vezes, só o fato de procurar e comprar um móvel ou uma caixa organizadora na internet já vai te dar uma sensação de bem-estar e de mais organização.

Não pela compra em si (eu sei, comprar na internet traz recompensa imediata 😂), mas pelo fato de você estar fazendo algo pelo bem da sua casa e de quem mora com você.

Buscar soluções é um caminho sem volta! E é muito gostoso tomar atitudes pra que os nossos espaços físicos fiquem confortáveis e práticos! Uma vez que você começar, vai ver que o restante vai ficando mais fácil também. 🛋